Turma_da_Bíblia_Logo.png

Deus desejava que seus planos pudessem se cumprir e para isso ele falava com o seu povo. Uma das formas que Deus se comunicava com eles era por meio dos profetas. Os profetas eram usados para corrigir e direcionar o povo segundo os propósitos de Deus. Elias foi um dos profetas mais conhecidos de Israel. Depois da divisão dos reinos por causa da controvérsias entre o povo, o reinado era dividido entre norte e sul. Elias foi usado de forma impactante no reinado do norte, pois ele denunciou os erros do Rei Acabe, afrontou a sua esposa chamada Jesabel, supriu as necessidades da viuva de Sarepta e foi tão amado por Deus que foi arrebatado através de um carro de fogo.

 

ELIAS

ELISEU

Discípulo de Elias, não poderia seguir um caminho diferente. Da mesma maneira ele foi usado por Deus de uma maneira sobrenatural. Após a ida de Elias, ele deu continuidade ao seu trabalho. Através dele deus abriu as águas do Rio Jordão com a capa deixada por Elias, transformou uma fonte de água má em água potável utilizando sal, amaldiçoou os rapazes que zombavam de sua calvície, multiplicou o óleo de uma viúva, orou por uma mulher que não podia ter filho e o ressuscitou da morte quando foi agravado por uma doença.
 

ENOQUE

A humanidade estava vivendo uma situação muito complicada. Muitos seguiram um caminho que não era aquilo que Deus desejava. Apesar disso, existia uma pessoa que caminhava com Deus. Pode parecer uma simples atitude. Caminhar é algo tão normal. Todo mundo faz isso. Por mais natural que seja quando está ao lado de Deus pode se tornar algo muito especial e único. O nome dele era Enoque.

 

ESDRAS

Se passaram 70 anos que o povo de Israel havia sido dominado pelos babilônicos.   Deus permitiu que eles voltassem para a sua terra sobre o domínio de Ciro, da Persa. Quando eles chegaram em casa eles estavam distantes e enfraquecidos. Muitos deles haviam se juntado com mulheres estrangeiras e adotados os seus estilos de vida. Esdras, o escriba, ou seja, um conhecedor da historia e da lei do seu povo, foi responsável para ajudar o povo a voltar a se relacionar com Deus e viver os seus propósitos na terra. Para isso, ele reuniu todas as pessoas e começou a ler os seus ensinamentos e tudo o que Deus já havia realizado em meio ao seu povo.
 

ESTEVÃO

Quando uma pessoa é cheia do Espirito Santo ela se torna uma bomba atômica nas mãos de Deus. Estevao em tudo aquilo que ele fazia ele causa grandes impactos positivos para igreja e em pouco tempo Deus usou sua vida de maneira muito poderosa. Sua maneira de falar e de expor as escrituras era muito impactante. Ele foi acusado pelos mesmos motivos que Jesus e quando estava sendo apedrejado ele olhou para o céu e viu jesus se levantar ao lado do Pai. Foi a primeira vez que Jesus é visto em pé e não sentado. Essa foi a maneira de se alegrar pela pessoa e pelo ministério que ele exerceu.

ESTER

Para muitos o plano de Deus estava por fim. Fizeram um decreto para que todos os judeus fossem mortos. Mas, Deus usou a vida de Ester para que isso não ocorresse. Depois da esposa do rei desobedece-lo, ele decide selecionar uma nova esposa. Dentro desse concurso estava participando uma judia chamada Esther. Para surpresa de todos, ela ganha esse concurso e convence o rei de anular esse decreto. Com isso, o povo se livra da sua extinção.

EUNUCO

Um dia ele estava em viagem lendo o texto do profeta Isaias quando se deparou com o discípulo Filipe e pediu para que ele pudesse explicar o texto. Quando ele descobriu as imensidões do evangelho isso fez com que ele tomasse a decisão de se batizar. Esse foi um momento histórico que alegrou muito a vida da comunidade cristã.

EVA

Nenhum ser humano foi feito para viver sozinho. Por isso, após o homem, Deus criou a mulher. Ela era parte do homem e foi criada para que juntos pudessem cumprir com os seus propósitos. Quando eles estavam juntos eles eram completos e viviam juntos com Deus. Ela foi a primeira mulher e dela nasceu toda a humanidade. Mas, infelizmente ela deu ouvido a quem não devia. Um dia satanás, disfarçado de serpente, colocou algo muito ruim em seu coração: o desejo de ser igual a Deus, Por causa disso, ela seguiu um caminho que não devia e influenciou o seu marido a fazer o mesmo. após isso os dois não puderam mais viver na companhia de Deus e trouxeram consequências trágicas a humanidade. É o que chamamos de pecado.

 

FILEMON

Era um cristão da igreja em Colossos, a quem o apóstolo Paulo escreveu uma carta particular. Algum tempo antes de Filemon receber a carta de Paulo, o escravo dele, de nome Onésimo, havia fugido. Presume-se que este escravo fugitivo talvez até tenha roubado Filemon para financiar a viagem a Roma, onde mais tarde conheceu Paulo e se tornou cristão. Assim, Paulo escreve essa carta para que Filemon possa recebe-lo de volta, pois ele havia se convertido e ira ajuda-los em tudo o que necessitavam.

FILIPE

Quando ele se encontrou com Jesus automaticamente em seu coração confirmou tudo o que ele tinha lido a respeito dele na própria escritura. Não teve como dizer não e a alegria era tão grande que ele foi até Natanael para apresentar aquilo que ele havia conhecido. Ele insistiu e Natanael foi atrás do mestre. Desde o inicio o seu ministério foi marcado por essa convicção. Depois que Jesus subiu aos céus ele se tornou um diácono, evangelista e serviu nas regiões Cesareia e Samaria.

FIM DO

SACRIFÍCIO

O sacrifício foi dado por Deus, junto com a lei moral,  como uma forma para que os judeus fossem perdoados por Deus diante dos seus erros. Então, uma vez por ano o sacerdote, no dia da expiação, matava um animal para que o povo pudesse ser perdoado por Deus. Quando Jesus se sacrificou naquele cruz ele exerceu as duas funções de uma vez por todas, pois ele assume a posição de sacerdote, como aquele que intermediava o povo e Deus e ele mesmo é o objeto que foi sacrificado pelo pecado do povo. Após isso, não é mais necessário a realização de sacrifícios e nem de um intermediador entre Deus e os homens. Jesus é o único que pode exercer essa função que foi conquistada na cruz. Assim, não existe mais o templo e nem a separação entre Deus e as pessoas. Todo aquele que crer em Jesus tem o direito e o acesso a Deus livremente.

GIDEÃO

Gideão foi um conhecido juiz. Durante 40 anos ele liderou o seu povo. Ele foi o juiz responsável por libertar os filhos de Israel dos midianitas, que oprimia Israel roubando suas colheitas e seus animais.  Com a ajuda de Deus, Gideão derrubou o altar a Baal e ergueu ali um altar dedicado ao Senhor. Após ser considerado um herói militar, recusou a oferta de se tornar rei de Israel. Depois de sua morte, infelizmente,  os israelitas voltaram outra vez para a idolatria e se esqueceram de Deus e de tudo que Ele fez através de Gideão.

GOLIAS

Israel, ao longo da sua história, sempre enfrentou grandes desafios. Muitos povos se levantavam contra eles. Um deles era o povo Filisteu. Um dos seus guerreiros chamado Golias desonrava a nação de Israel através das suas provocações. Porém, um dia os israelitas foram desafiados a enfrenta-lo colocando em risco a sua própria liberdade. Todos ficaram muito amedrontados, mas Davi, um homem cheio de coragem e confiante em Deus aceitou o desafio e o derrubou com poucas pedras e uma atiradeira. E fama de Davi se espalhava pelas regiões.

HANANIAS

Mais conhecido como Sadraque foi, segundo a narrativa, um dos três jovens príncipes judeus levados como prisioneiros de guerra pelas tropas do Império Babilônico. O episódio mais marcante de sua vida foi quando ele e seus amigos Mesaque e Abede-Nego se recusaram a adorar um ídolo, assim foram jogados na fornalha ardente. Porem, nada aconteceu com eles, pois Deus os salvou.

HERODES

Depois do exílio babilônico, os judeus nunca mais tiveram o domínio sobre a terra. Foram três impérios que os dominaram. Quando Jesus nasceu quem dominava o território era Roma. Herodes era governador da Judeia. Ele foi o responsável pela reconstrução do segundo templo, mais conhecido como templo de Herodes. Ele era muito confrontado por João Batista que lhe acusava de adultério e outros crimes.

HERODES

ANTIPAS

A sua fama não era das melhores. Ele participou de eventos que foram fundamentais para a morte de pessoas muito importantes para a humanidade como o próprio Jesus e também João Batista. Ele era um príncipe muito cruel.