Turma_da_Bíblia_Logo.png

Deus criou o homem e a mulher de uma maneira especial. Ele criou o homem à sua imagem e semelhança, ou seja, de uma forma parecida com  Ele mesmo. O Senhor começou a juntar o barro da terra, e deste barro ele fez a forma de uma pessoa. Só que não tinha vida, era apenas uma boneco de barro. Então, para dar vida ao homem, Deus soprou nas narinas do homem e lhe deu a vida. Assim, Deus tinha criado o primeiro ser humano da história. E colocou o nome dele de Adão. 

O Criador chamou Adão e lhe deu uma ordem. Adão deveria colocar nome em  todos os animais que Deus tinha criado. E assim, Adão começou a conhecer os animais e começou a dar nome a cada um deles. Adão também foi aquele que deixou o pecado entrar no mundo quando desobedeceu a Deus.

ADÃO

ABEL

Abel, filho de Adão e Eva, gostava de cuidar de ovelhas. Ele gostava de lidar com o rebanho, levando as ovelhas para beber água, comer, depois recolhia todas elas para o cercado e assim, Abel cuidava de ovelhas. Já Caim preferia cultivar coisas para comer, vegetais, frutas, legumes etc. Certo dia, Caim e Abel estavam terminando o trabalho do dia e resolveram preparar uma oferta para Deus. Abel preparou sua melhor oferta, separou uma ovelha e ofereceu como sacrifício, já Caim não queria ter trabalho naquele dia. Não sabemos porque, mas neste dia Caim separou uma oferta ruim para dar a Deus. Neste dia, a oferta de Caim não foi aceita e ele ficou muito chateado, ficou com muita raiva porque viu que a oferta de Abel tinha sido aceita. Ele não aceitava que a oferta de Abel foi aceita e a dele não. Ele ficou com tanta raiva do irmão que resolveu mata-lo.

ABRAÃO

Havia um homem justo chamado Abrão. Deus o chamou pois era um homem de fé e confiava em Deus.
Abraão, que era um homem de Deus quando foi convidado, pelo próprio Deus, para sair de sua terra e ir para um lugar onde ele nem mesmo sabia onde era, obedeceu, ele fez o que Deus mandou. O significado do nome Abraão quer dizer “pai de uma multidão, pai exaltado”

ACABE

Acabe foi um rei de Israel, marido de Jezabel, que foi condenado por sua idolatria e suas más ações. Acabe cometeu muitos pecados e deixou sua esposa cometer atrocidades em Israel. O profeta Elias viveu no tempo do rei Acabe.

Acabe era um rei poderoso e próspero, que fez várias grandes obras de construção. Mas ele fez o que Deus reprova e promoveu a idolatria em Israel. Influenciado por sua esposa, Acabe passou a adorar o deus Baal. A Bíblia diz que ele foi pior que todos os reis de Israel que vieram antes dele! 1 Reis 16:32-33

APOLO

Apolo era um ótimo pregador, e possuía um profundo conhecimento do Antigo Testamento. Ele também havia sido instruído no caminho do Senhor (At 18:25; cf. Atos 9:2; 19:9), ou seja, ele conhecia a história e os ensinamentos de Jesus. É possível que ele tenha adquirido tal conhecimento acerca de Cristo em sua própria cidade, Alexandria.

ARÃO

Arão foi o primeiro sumo-sacerdote de Israel e o irmão mais velho de Moisés. Ele serviu como porta-voz de Moisés e o apoiou no seu ministério. Todos os sacerdotes de Israel foram descendentes de Arão. Arão introduziu seu irmão aos líderes de Israel e os dois foram falar com o faraó. Deus usou Arão e Moisés para trazer pragas sobre o Egito e libertar os escravos hebreus.

BARNABÉ

Barnabé foi um missionário da igreja que ficou conhecido por sua generosidade. Ele evangelizou vários lugares no império romano e foi o mentor do apóstolo Paulo. O ministério de Paulo deveu muito ao apoio de Barnabé. Deus chamou Barnabé e Paulo para uma grande viagem missionária. Começando em sua terra natal de Chipre, Barnabé e Paulo viajaram por vários territórios, pregando o evangelho, fazendo milagres e estabelecendo igrejas.

BARTOLOMEU

Bartolomeu foi um dos 12 apóstolos de Jesus. Existem poucas referências bíblicas sobre a sua história. Na verdade, Bartolomeu e Natanael são a mesma pessoa. No início do seu ministério, Jesus enviou os discípulos em duplas para suas missões. Nos três primeiros Evangelhos - Mateus, Lucas e Marcos - Bartolomeu faz dupla com o apóstolo Filipe.

CAIFÁS

Caifás ainda era o sumo sacerdote quando ocorreram as primeiras perseguições contra os cristãos registradas no começo do livro de Atos dos Apóstolos. Caifás era uma pessoa perversa e manipuladora. Ele não media esforços para obter o que queria. Ele não se importava em faltar com a justiça e derramar sangue inocente, desde que seus interesses estivessem protegidos (Mateus 26:3,57; 18:13-28; Atos 4:6).

CAIM

Caim foi a primeira pessoa a nascer na história da humanidade. Seus pais, Adão e Eva, foram criados pessoalmente pelo próprio Deus. Caim foi a primeira pessoal que mostrou o quão perverso o homem poderia ser após a entrada do pecado no mundo. A Bíblia diz que Caim trouxe uma oferta ao Senhor, oferta esta que era do “fruto da terra”. Seu irmão Abel, que era pastor de ovelhas, ofereceu uma oferta “dos primogênitos das suas ovelhas” (Gênesis 4:3,4). Deus atentou para a oferta de Abel, porém para Caim e sua oferta, o Senhor não atentou. Então ele ficou fortemente irado, e foi alertado por Deus de que se fizesse o bem ele seria aceito, mas se não fizesse, o pecado já o ameaçava à porta (Gênesis 4:5,7). Caim não conseguiu dominar sua natureza caída. Ele convidou seu irmão Abel para ir ao campo, e lá o atacou e o matou.

CALEBE

Calebe foi um companheiro de Josué que liderou a conquista da terra prometida. Ele acreditou no poder de Deus e, por isso, Deus o abençoou com vida longa e conquistas no fim de sua vida. Quando o povo de Israel chegou à fronteira da terra prometida, Moisés enviou 12 espiões para descobrir se a terra era boa ou ruim (Números 13:1-2). Um dos 12 espiões era Calebe, filho de Jefoné, da tribo de Judá.

CRUZ DE 

CRISTO

A cruz de Cristo faz parte da mensagem central da Bíblia: a salvação pela fé em Jesus. Sem a morte de Jesus na cruz não haveria perdão dos pecados nem salvação para ninguém. A cruz representa o preço que foi pago para nos salvar.
A cruz onde Jesus morreu não tinha nenhum poder em si mesmo. Quando falamos sobre a importância da cruz, falamos sobre o que aconteceu lá, não sobre o objeto em si. Assim, a cruz nos lembra do que Jesus fez por nós, mas não deve ser adorada.
No tempo de Jesus, a cruz era um instrumento de tortura, que representava maldição e sofrimento. Ser condenado à cruz era o pior tipo de morte possível, reservado apenas para pessoas que tinham feito coisas terríveis. Além disso, entre os judeus, ser pendurado de uma árvore era sinal de maldição (Deuteronômio 21:22-23). Para receber esse castigo, a pessoa devia ter feito algo muito ruim.

DANIEL

Daniel foi um profeta de Deus, que também trabalhou para os imperadores da Babilônia e da Pérsia. Ele era muito sábio e interpretava sonhos. Daniel ficou conhecido como um homem justo, que obedecia a Deus. Quando Daniel era jovem, Nabucodonosor, o rei a Babilônia, atacou Jerusalém e levou prisioneiros vários membros da nobreza israelita, incluindo Daniel. Na Babilônia, Daniel foi escolhido para trabalhar para o rei, junto com outros jovens inteligentes (Daniel 1:3-4).

DAVI

Davi foi um homem "segundo coração de Deus" (Atos dos Apóstolos 13:22). Foi também o rei mais famoso de Israel. Antes disso, Davi foi pastor de ovelhas, escudeiro, líder militar, músico e poeta. Davi escreveu muitos salmos, onde descrevia seu amor, fé, humildade e confiança em Deus. O mais conhecido deles foi o Salmo 23, no qual traduz a sua dependência de Deus, tal como uma ovelha precisa do seu pastor. Davi era da linhagem da tribo de Judá e foi um antepassado de Jesus. Davi era o filho mais novo de Jessé, de Belém de Judá. Ele era ruivo e tocava harpa, era bastante jovem quando cuidava das ovelhas de seu pai. Quando Deus rejeitou Saul como rei, Ele enviou o profeta Samuel para ungir Davi rei de Israel. A contrário do que o profeta viu na aparência de Saul e dos irmãos de Davi, o Senhor viu o coração de Davi.

DÉBORA

Débora foi uma juíza e profetisa de Israel, que liderou o povo na guerra contra o rei de Canaã. Ela convocou o povo para a batalha e profetizou sua vitória sobre um exército muito grande. Débora era profetisa e uma mulher sábia. Ela se sentava debaixo de uma tamareira e o povo vinha até ela para resolver suas questões (Juízes 4:4-5).
No tempo de Débora não havia rei sobre Israel. O povo era liderado por juízes – pessoas influentes, usadas por Deus, que se tornavam líderes políticos, espirituais e militares. Quando Deus levantou Débora, os israelitas tinham se desviado de Deus e estavam sendo oprimidos por Jabim, rei de Canaã (Juízes 4:1-2).

DEUS

Deus é o Criador de todo o universo. Ele não tem princípio nem fim, sabe todas as coisas e tem poder para fazer tudo. Deus é espírito, não tem limitações físicas. Deus é amor, Deus é pessoa. Ao mesmo tempo é possível conhecê-lo e impossível compreendê-lo todo, porque Ele é muito maior e mais complexo que nós. A Bíblia é a revelação de Deus sobre quem Ele é.
Só existe um Deus mas Ele se manifesta em três maneiras diferentes: Pai, Filho e Espírito Santo. A isso chamamos de Trindade. Não há outro Deus, Ele é único e todas as coisas estão sujeitas a Ele (Mateus 28:18-19).
Ele sempre existiu e o seu tamanho é impossível de medir. Deus inventou o tempo e o espaço, Ele não está limitado por eles e já existia quando não havia tempo e espaço.
Ele criou tudo o que existe no universo, cada detalhe. É por isso que universo funciona de maneira tão perfeita, tudo tão complexo seguindo regras exatas (Isaías 40:28).
Como não está limitado, Ele consegue ver tudo o que aconteceu, está acontecendo e vai acontecer ao mesmo tempo.
Ele não falha, não erra, não faz coisas ruins e não muda. Nós mudamos com o tempo, temos novas experiências e mudamos de opinião, mas Deus é constante na sua perfeição. Podemos sempre confiar nele (Hebreus 13:8).